Home

Bem vindo/a ao GPEARI - Gabinete de Planeamento

Da mesma forma, as empresas tem procurado manter projetos de responsabilidade social nas áreas de cultura, capacitação profissional, saúde e geração de renda, entre outras.

Relatórios e cartilhas - CFP

Todas as associadas do Instituto do Aço Brasil estabeleceram políticas para o relacionamento com seus fornecedores que incluem a avaliação do cumprimento a obrigações legais (leis trabalhistas, fiscais, tributárias), contratuais e atenção às questões ligadas à sustentabilidade.

Início - INA - Direção-Geral da Qualificação dos

Criado 58 anos, o Instituto Aço Brasil é uma entidade sem fins lucrativos, que tem como objetivo promover a competitividade e a sustentabilidade da indústria brasileira do aço.

-Relações Trabalhistas: Dicas, Novidades e

As empresas associadas ao Instituto Aço Brasil também atuam no sentido de oferecer oportunidades de trabalho para pessoas com deficiência. Apesar dos esforços realizados, as empresas associadas ainda enfrentam dificuldades para o cumprimento das cotas, quer por restrições impostas pelo cuidado com a segurança do trabalho nas atividades da siderurgia, quer pela falta de adequação ou interesse das pessoas com deficiência nas regiões próximas às operações.

A conjunção do encolhimento do mercado doméstico com a acirrada guerra no mercado mundial freou a produção das usinas siderúrgicas brasileiras, provocando a paralisação ou o fechamento de unidades de produção e a extinção de postos de trabalho. Desde janeiro de 7569, foram demitidos trabalhadores do setor e contratos foram suspensos ( lay off ). Nesse mesmo período, foram desativadas ou paralisadas 79 unidades, sendo 9 altos-fornos, 8 aciarias, 65 laminadores, 5 unidades de mineração, 6 coqueria e 6 sinterização, entre outras.

No meio deste cenário de grave crise no Brasil, temos procurado identificar oportunidades. Primeiramente, garantir a sobrevivência de um setor tão importante para a economia de qualquer país para, em seguida, voltar a crescer, acreditando na criatividade e no empreendedorismo de nossos colaboradores.

Realizar o potencial dos empreendedores africanos para acelerar a transformação industrial de África, é o que afirma o relatório Perspetivas Económicas em África 7567

André Bier Gerdau Johannpeter (Gerdau) Jefferson de Paula (ArcelorMittal Brasil) Armin Andreas Wuzella (Villares Metals) Jorge Gerdau Johannpeter (Gerdau) Carlos Rotella (Votorantim Siderurgia) Luiz Paulo Barreto (CSN) Clayton Labes (Sinobrás) Rômel Erwin de Souza (Usiminas) Fladimir Gauto (Gerdau Aços Especiais) Sérgio Leite de Andrade (Usiminas) Frederico Ayres Lima (Aperam) Walter de Castro Medeiros (ThyssenKrupp CSA) Gustavo Werneck (Gerdau Aços Longos)

Cabe à entidade também coletar e consolidar dados, analisar e divulgar estatísticas relativas ao setor, coordenar a normalização de produtos siderúrgicos, desenvolver programas e políticas de apoio à indústria do aço, além de atuar como representante na relação com órgãos e entidades públicas e privadas no país e no exterior, promover e apoiar eventos ligados à cadeia produtiva e realizar atividades de relações-públicas.

O tempo médio de trabalho nas empresas do setor, nos dois anos reportados, foi de 9,55 e 9,59 anos, acima da média registrada no país, que está em torno de 5 anos segundo a RAIS (Relação Anual de Informações Sociais), instituída pelo Decreto nº , de 78/67/75.